NO AR AGORA
Canal Um é Brasil
Telefone
(16)3252-7293
Whatsapp
(16)3252-7293
NOTÍCIAS

Em Taquaritinga (SP): Relatos de alunos sobre sentimentos na pandemia são transformados em e-book

Expressar os sentimentos guardados durante a pandemia através da escrita foi a principal proposta de um docente da Escola Estadual Felícia Adelvais Pagliuso que resultou em um e-book. A qualidade dos trabalhos e o impacto das palavras fizeram a equipe gestora ressignificar as sensações vividas durante dezoito meses de ensino remoto e eternizá-las em um livro digital que já está disponível para donwload.

Em entrevista, o professor Lucas Gabriel Maria disse que a ideia surgiu no início do retorno de alguns estudantes para as salas de aula. Percebendo o aspecto introspectivo das turmas, que refletia no convívio social dentro do ambiente escolar, o idealizador elaborou uma atividade para que os adolescentes escrevessem o que sentiram durante o período em casa. Segundo Lucas, a escrita terapêutica, como essa prática é chamada, traz muito benefícios para a pessoa. É um assunto que o docente estuda e que faz muito bem inclusive para ele. Para não expor os alunos através de uma conversa aberta na sala, ele resolveu proporcionar um momento íntimo entre os alunos e o papel.

Os trabalhos foram desenvolvidos por alunos do 9° Ano do Ensino Fundamental ao 3° Ano do Ensino Médio sem prazo específico, para que eles não fossem pressionados quanto aos prazos e relatassem apenas quando estivessem á vontade. Com a entrega finalizada, os textos foram apreciados pelo docente e a leitura de cada um fez com Lucas reunisse alguns (com a permissão dos escritores) para transformá-los no livro digital.

O professor enfatiza que foi uma experiência de conhecimento e intimidade com cada estudante. Além da rotina pela pandemia, alguns também expuseram experiências que passaram em convívio familiar.

O livro, denominado ‘Sentimentos Que Cantam na Escola’, precisou de três meses para ser finalizado com os 48 trabalhos ilustrados e assinados apenas com o primeiro nome do autor. As primeiras páginas já trazem relatos de quem perdeu um ente querido para a Covid-19 ou quem sofre com a indiferença paterna, mas também carregam visões de quem coloca fé em uma sociedade mais justa e depositava confiança em si mesmo para conquistar seus sonhos.